Chocolate quente vegano

Chocolate quente vegano - receita pronta

Chocolate quente vegano – receita pronta

Inaugurando nossa sessão de receitas conscientes, chocolate quente vegano com leite de coco, cacau em pó e aveia. Não antes de filosofarmos sobre o tema, é claro.

Pra ir direto à receita, clique aqui.

A espiritualidade pode trazer muitas respostas valiosas quando aprendemos a procurar por algo superior dentro de nós mesmos. Quando percebemos que tudo o que há de intangível é alimentado em boa parte pelo que é concreto, aí sim as portas se escancaram. Descobrir a conexão entre o que cerca nosso corpo físico e a atmosfera que criamos em torno de nós não tem preço.

Acredito que nosso Eu não se nutre somente de comida. Assim como a energia proveniente dos alimentos, outros fatores fazem com que sejamos seres verdadeiramente sadios. Precisamos de luz do sol, precisamos trabalhar nosso corpo físico e mental, precisamos nos relacionar bem com o outro e com nós mesmos. E a relação que estabelecemos com cada um desses fatores nutre, na verdade, todas as necessidades desse Eu que busca viver integralmente. Comer não é só ingerir alimento, praticar yoga não é só exercitar o corpo, trocar uma ideia construtiva com alguém não é só uma conversa. Outras esferas de sua vida, além das mais óbvias, são nutridas a todo instante.

Mas o mais importante nessa história é descobrir o valor de sua responsabilidade nesse processo todo. Ter clareza de que os resultados estão ao alcance de nossas ações, não só nos motiva a tomar atitudes positivas, como também nos ajuda a entender melhor como funcionamos em qualquer tipo de situação.

É muito importante que saibamos nutrir nosso ser com energia positiva proveniente de qualquer tipo de “alimentação”. E com a comida em si não poderia ser diferente. Ao ingerirmos o alimento, damos continuidade a um ciclo que pode envolver fauna, flora, indústrias, postos de trabalho e muito mais. Com a vivência do Yoga, aprendemos como é importante retribuir com gratidão a cada ser que compôs a trajetória do alimento que chega à nossa mesa.

Nossa escolha por uma alimentação consciente se baseia nesse princípio. Cada tipo de alimento traz consigo uma frequência energética. Nutrir nosso corpo com alimento livre de sofrimento de qualquer ser é uma dádiva. É importante cuidar para que nossos hábitos causem o mínimo de impacto possível.

Por isso elegemos a alimentação consciente como um dos pilares de uma vida com qualidade, uma vida larga. Acreditamos que o alimento influencia nosso estado físico, como também nosso estado de espírito, nosso emocional e, consequentemente, nossas tomadas de decisões.

Mas viver bem é estabelecer uma rotina bem vivida. Isso não cai do céu. É preciso ser atento e buscar uma interpretação clara das informações que nosso corpo, nossas ações e nossas reações emitem a nós mesmos. Além disso, é necessário força de vontade, abertura a novas experiências sensoriais e, é claro, um repertório variado de receitas.

Pois bem. Como a nova proposta do Vida Larga é te levar além da inspiração, inauguramos neste artigo nossa sessão de receitas para alimentação consciente. E começamos no clima de inverno, com uma receita de chocolate quente vegano. Bora lá?

 

Chocolate quente vegano com leite de coco, cacau em pó e aveia

Você vai precisar de:
Leite de coco.
Cacau em pó.
farinha de aveia.
açúcar mascavo.
martelo.

 

Como fazer o leite de coco

Chocolate quente vegano - coco

Chocolate quente vegano – coco descascado

Descasque um coco seco. Pra fazer isso eu bato repetidas vezes com um martelo na casca do coco. Vou batendo com força moderada e girando o coco. As pancadas ajudam a descolar o coco da casca. Aos poucos, a casca começa a se abrir ao meio. Nesse momento, você pode retirar a água do coco, ou pode fazer isso antes de começar a quebrar a casca, utilizando um dos furos na região do talo. Eu quebro o coco dessa maneira pra aproveitar as metades das cascas como sementeiras ou vasos de brotos, em especial as gramíneas (broto de trigo, por exemplo). Mas existem outros métodos pra se fazer isso de maneira mais rápida.

Com o coco descascado (eu não retiro aquela casca fininha marrom) e picado, coloque-o de molho em cerca de 1 litro de água morna por 10 minutos. Bata no liquidificador e coe o leite utilizando um coador de pano ou de voal (eu utilizo voal). Aqui vai uma dica: como o voal é um material sintético, aconselho que você coe o leite em temperatura ambiente. Evite coá-lo em temperaturas mais elevadas.

Chocolate quente vegano - voal

Chocolate quente vegano – voal com elástico preso ao recipiente

Leite pronto, vamos ao chocolate quente. Leve o leite ao fogo e comece a adicionar os outros ingredientes quando começar a ficar morno.

 

Comece com o cacau

Pra meio litro de leite, utilize cerca de uma colher de sopa de cacau, variando de acordo com a cor que você quer dar à bebida. Vá acrescentando aos poucos, porque cacau surpreende com sua concentração.

Adicione farinha de aveia aos poucos (cerca de uma colher de sopa) e o açúcar mascavo a gosto. Mexa bastante até começar a ferver. É importante mexer praticamente o tempo todo, pra que a aveia não forme caroços. A aveia serve pra deixar o chocolate cremoso. Substitui a Maizena que sua mamãe colocava no seu Toddy. Eu faço a farinha triturando aveia em flocos médios no liquidificador.

 

Voilá!

Temos um baita chocolate quente livre de lactose e livre de sofrimento animal. Agora é só salpicar aquela canela marota por cima e ser feliz.

O leite de coco é uma ótima fonte de antioxidantes naturais como selênio e magnésio. Sua gordura equilibra o colesterol.

O cacau em pó é antioxidante, anti-inflamatório, antidepressivo e também equilibra o colesterol.

A aveia é rica em fibras, cálcio, ferro, cobre, magnésio, fósforo e manganês.

“Agradeçamos à Natureza e ao Cosmo por esse alimento que está à nossa mesa, agradeçamos as pessoas que o plantaram, cultivaram, colheram, transportaram, comercializaram e, também, a todos os seres que participaram desse processo. Agradeçamos às pessoas que o prepararam e o serviram. Agradeçamos por ter força e saúde para ingeri-lo e que ele se transforme em nós em saúde, alegria e amor. OM Shiva!”

Puja aos Alimentos – Shivam Yoga – shivamyoga.com.br

Se você gostou deste texto e acredita que outras pessoas possam gostar também, fique à vontade para compartilhá-lo. Você pode utilizar os botões acima ou copiar o link na sua barra de endereço e espalhar nossa mensagem por aí.

Camilo Bracarense é Pai, Esposo, Designer de Interfaces, Desenvolvedor Front-End focado em WordPress e Empreendedor Digital. Trocou a carteira de trabalho por um home-office e agora empreende a vida. Pensa e escreve. Mais pensa que escreve. Sonhador, acredita que ainda vai surfar. Carrega pouca coisa em suas posses e um universo inteiro em seu coração. Já plantou algumas árvores e tem uma filha, a Manu. Falta o livro.

Vida Larga

Facebook

Inscreva-se para receber novidades

Scroll Up