Faça o que você ama ou morra tentando – Parte 2

Essa semana fui chamado de fake. Justo numa época em que eu, mais do que nunca, venho fazendo o difícil exercício de sentar de frente com minha verdade, fui chamado de fake. Após ver meu texto republicado em um blog e, lá no final, o comentário “Soa tããão fake…”, me peguei[...]

Não Violência: respire com o universo e fique em paz

Escrever sobre o que fazemos é uma ótima forma de nos revisitarmos. Esses dias relendo alguns dos posts do Vida Larga, percebi que por aqui os caminhos que escolhemos trilhar são permeados cotidianamente pela não violência. Mas o que significa isso na prática? Bom, no yoga (nossa praia!) não[...]

O Caminho de volta de todas as coisas

Os aprendizados dessa vida são como louça na pia. Haja o que houver, eles estão lá, assim como as eternas louças pra lavar. Se você participa da administração de uma casa, sabe do que estou falando. E nessa minha mania ocidental de querer explicar e talvez justificar tudo, percebi que todos[...]

Faça o que você ama ou morra tentando

Veterinário. Essa era minha resposta quando me perguntavam o que eu queria ser quando crescesse. Mas quando assistia a filmes de luta, eu queria ser lutador. Já quis ser militar também. Na adolescência, advinha! Músico. Quando cheguei na fase adulta, queria ser bem sucedido. Queria fazer[...]

O tempo como você nunca viu antes

Você tem tempo para tudo que você deseja fazer? Pois é, eu não conseguia ter. O tempo que eu tinha era todo gasto em todas as milhões de coisas que eu PRECISAVA fazer… as obrigações. Matutando sobre isso me veio uma boa ideia: então, por que não tornar as obrigações em coisas que[...]

As marcas de chinelos de dedo

Viver com consciência é procurar e perceber sinais. O estado zen em meio ao caos, minha gente, é tão subjetivo e sutil quanto a felicidade. Você passa a vida esperando pela oportunidade de se sentar de frente pro mar, à beira de uma cachoeira ou no alto de uma montanha pra tentar uma conexão[...]

Em um relacionamento sério com a imperfeição

Eu nunca gostei tanto da minha imperfeição. É sério. Vira e mexe, descubro um defeito novo. Já saquei que eu sou ansioso, procrastinador, insubordinado, sem foco e mais um monte de coisas que, até pouco tempo, não teria coragem de dizer aqui. Nem de dizer a mim mesmo. O curioso é que tem me[...]

Sou inadequado. E agora?

E agora? Agora eu vou viver minha vida de verdade. Pronto. Não preciso mais fingir que tenho as mesmas aspirações que todos têm. Desisti de ser perfeito, até porque errei em todas as tentativas. Desisti de ser igual. Sou inadequado e sou feliz com minha inadequação. No documentário Eu[...]

Eu Maior: Por que existe alguma coisa, e não nada?

A grande questão: por que existe alguma coisa, e não nada? É o que pessoas de diversas áreas, entre ciência, religião, arte, filosofia e esporte, tentam responder no documentário Eu Maior, uma grande aula sobre a busca pelo autoconhecimento, o verdadeiro sentido da felicidade e o papel da[...]

De volta às origens: onde foi que nos perdemos?

O protagonista, em um dado momento, conhece um novo lugar, novas pessoas e se afasta de suas origens e das pessoas com quem conviveu a maior parte de sua vida. O deslumbramento com as novidades é só o que interessa naquele momento. Nada mais importa em seu passado. Tudo ficou pra trás. As[...]

Vida Larga

Facebook

Inscreva-se para receber novidades

Scroll Up